ELA TEM 19 ANOS E O MARIDO, 62: “ELE É MUITO MADURO E ME TRATA COMO UMA RAINHA”

Samantha Simpson, de 19 anos, conheceu seu marido, JR, de 62, através de amigos em comum quando ela tinha 18.

Após meses de conversa, a jovem se apaixonou por ele.

publicidade:

O casal rapidamente selou a união em janeiro de 2018 e, desde então, a mulher é obrigada a ouvir comentários desagradáveis sobre seu marido por conta da diferença de idade entre eles.

Samantha Simpson, de 19 anos, é casada com JR, de 62, e recebe diversas críticas pela diferença de idade entre eles; veja

A união com o aposentado não foi bem aceita por sua família.

Por conta disso, decidiu sair de casa. Pouco depois, JR juntou-se a ela.

Apesar da relação séria que vivem, conforme relata o The Sun , a estudante afirma que recebe ofensas diárias de estranhos que não aceitam sua relação com o marido .

“Sempre que estamos em público, estranhos o confundem com o meu avô e isso pode realmente me aborrecer.

Mas é ainda pior quando as pessoas o chamam de ‘ladrão de crianças’ ou ‘pedófilo’ quando nos veem de mãos dadas ou nos beijando em público.

Não há um momento em que saimos e alguém não faz uma crítica sobre o nosso relacionamento . É exaustivo”, conta.

Samanta relata que a paixão por ele ocorreu devido à sua aparência e o fato de ser cavalheiro.

“Ele falava muito bem sempre que nos encontrávamos e também quando conversávamos pelo telefone e por mensagens de texto .

Era algo que eu nunca havia encontrado em um homem antes.

Já namorei alguns próximos da minha idade, mas eram imaturos e não sabiam tratar a parceira”, expõe.

Jovem e o marido planejam ter um filho

Samantha espera que o relacionamento com o marido seja visto com seriedade e ainda conta que quer engravidar

Apesar das opiniões de outras pessoas, a jovem planeja ter um bebê com o homem.

”Embora JR tenha um filho de um relacionamento anterior, queremos ter o nosso e começar uma família.

No momento, estou tentando engravidar, pois sentimos que é a hora certa.

Nos casamos e temos nossa própria casa, então por que não?”, questiona.

“Sempre que estamos em público, estranhos o confundem com o meu avô e isso pode realmente me aborrecer. Mas é ainda pior quando as pessoas o chamam de ‘ladrão de crianças’ ou ‘algo assim’ quando nos veem de mãos dadas ou nos beijando em público.

Não há um momento em que saimos e alguém não faz uma crítica sobre o nosso relacionamento . É exaustivo”, conta.

publicidade:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Social